.

31/10/2010

Primavera em nós

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

Contemplo, de olhos fechados, a beleza do instante.
Abrem-se aos meus sentidos as essências da nova estação.

Sei o vento, carregado de vitalidade e pólen. Sei a força prestes
a soltar-se em sopros mágicos por todo o espaço que nos rodeia.

Sei de mim, de ti, de nós, da proximidade e prazer do toque,
que é o mesmo com que a natureza acaricia suas criaturas.

Sei a respiração suspensa, o olhar maravilhado, absorto,
fascinado e teu.

Caminho sobre o sopro da vida.
E sinto meu corpo envolto em brisa, manhã, suavidade e flor.

Amanheci em ti.
É primavera.
E sei o amor.

.
Helena Chiarello


4 comentários:

Triste Flor disse...

Que sempre floresça esse amor... amodoro muitoooooooooooooooo, saudades tantas, espero que esteja bem, sinto a tua falta, falta das tuas palavras, dos teus conselhos, falta da minha amiga querida. Um beijo enormeeeeeeeeeeee.

Anderson Fabiano disse...

stella mia,

sei destes teus "seis" porque, maravilhado, recebo-os em cada manhã.

por vezes sou apenas brisa de um outono atemporal a proteger teus passos. em outras, sou vento que corre até teus braços para ser, como sempre, apenas teu...

...e amo cada um desses instantes em que sou somente tua criatura.

amo você, poetinha!

barba

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Talvez este seja
o nosso grande sonho de vida,
adormecer ao lado de um amor...
acordar ao lado deste amor...

Dias de alegria para ti.

Maria Helena Sleutjes disse...

E por saber-se assim tão lindamente...E por sabê-lo assim tão intensamente, vocês merecem ser muitos felizes sempre.
Bjos