.

07/11/2008

E depois...


Quando a vida passar, eu vou poder dizer que tentei.
Tantas vezes que até me esqueço.

Vou poder dizer que coloquei,
em cada tentativa,
todas as primaveras possíveis.

E se, no final,
eu não chegar com os braços e o olhar floridos,
vou lembrar que meu coração cultivou jardins.

E vou sorrir,
ao sentir o aroma que ficou nas mãos.
.
.
Helena Chiarello

2 comentários:

chica disse...

É assim que se fala,Helena! Tentar sem desistir...A cada erro, nova tentativa e a certeza de haver feito a tua parte... Recomeçar a cada tentativa frustada. Lindo! um beijo,chica

Ellen Veloso Soares disse...

Fantástico! Que seja flor a se abrir a nós em versos tão perfumados, em ternura de menina-mulher!