.

06/11/2008

Definitivamente...


A minha memória é como um dia de chuva.
Se há uma rua deserta e gotas na vidraça embaçada,
há também o riso puro,
a alegria a escorrer na face
e a emoção criança,
em sua eterna teimosia de querer brincar no tempo...
.
.
Helena Chiarello

4 comentários:

gaivotadourada22 disse...

Querida Lê...

Nossa...como precisamos deixar nossa criança interior brincar no tempo,(com todo o tempo do mundo...) brincar na chuva... Bendita chuva, bendita chuva!
Parabéns pelo ...Meia Vida Inteira, está lindo! Beijos Lê!

sementes diárias disse...

E essa criança gosta e precisa brincar...Nossa criança não pode ficar "rabujenta"...Quanto mais ela brincar, mais nos emprestará sua felicidade...Um beijo,Chica

Ellen Veloso Soares disse...

.. e de emocionar a gente! Quanta doçura, Helena!!

Bradpetehoops disse...

So sexy!