.

17/08/2009

Iluminâncias

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal

De repente havia mais sol
e as manhãs
eram mais claras.
Os dias eram mais intensos
e pelos espaços do coração
sopravam muito mais sonhos.

E havia mais brilho, brisa e luz,
como se todas as janelas do mundo
estivessem,
de repente, abertas.

E a vida,
enamorada,
passando livre por entre elas.
.
.
Helena Chiarello

11 comentários:

Adolfo Payés disse...

Que lindo iluminas la vida con tus versos..

Un beso mi querida amiga.

Es un placer visitarte.

Un abrazo
Saludos fraternos..

Que tengas un bello fin de semana..

Anderson Fabiano disse...

lê,

a despeito das tragédias esparsas, involuntárias e anônimas, um brilho perpassa as dores acumuladas de dois amantes que se dão as mãos e partem pelos caminhos do porvir.
"e a vida, enamorada, "passeia" livre com eles".

amo vc, lourinha,
barba.

Chica disse...

E que cores lindas agora esperam por essa vida! LINDO! beijos,tudo de bom,chica

ONG ALERTA disse...

A vida o futuro agora já é passado...viva cada dia com luz...

Cleoni disse...

De repente, até o sorriso fica mais iluminado e feliz!
Tudo lindo de viver!!! Assim que é bom! rsrs
Saudades, e muitos e muitos bjosssss!! ;))

Lucão disse...

E de repente tudo ficou bom desse tanto? inveja boa!
De repente, acontece comigo tb. Vai saber! hehe

Beijos, linda!

:)

DANTE disse...

Belíssima, como sempre. Saudades

Anne Lieri disse...

Helena,clareou o meu dia essa maravilhosa poesia de esperança!Amei!Bjs,

Triste Flor disse...

A dor não se esquece... aiai... bjussss amodoro.

Jefferson Dieckmann disse...

Janelas abertas para a vida, para a plenitude... Aproveite para voar através delas... Parabéns! Abraços!

Liza Leal disse...

Oi Helena!
A vida enamorada...
Q doçura de poema!

=)

lindo msmo!

bj