.

03/10/2009

Eu penso em ti

Foto: Helena Chiarello - arquivo pessoal
.
Fecho os olhos e permanece essa idéia do instante, essa vontade de reter o olhar, o suspiro, o sonho a desprender-se iluminado, a emoção em voo, a palavra em pouso, o abraço lento, o gesto rendido.
.
Percorro a ausência e tento refazer, numa cronologia absurda, o percurso contrário ao fim, o trajeto avesso às horas, onde o hoje fosse o ontem, onde o amanhã fosse o hoje, onde o tempo fosse o agora, onde o sim parasse no sempre.
.
Antes não fosse o amor assim tão grande! Antes não me chegasse com essa voz assim tão nítida!
.
Eu penso em ti. No meu silêncio eu penso em ti. E em tudo o que poderia ser, deixado em nós e habituado a nãos. E fico a me agarrar em transparências que me fazem ver com clareza tudo o que a distância cega.
.
E a saudade fica ardendo nessa ausência interminável de tuas mãos.
.
.
Helena Chiarello
.
.

16 comentários:

HEITOR disse...

Maravilhosa em qualquer estilo!
Estou cada vez mais impressionado, rendido ao seu talento!
Suas letras são exuberantes, Helena!
Beijos, HVillaS.

Jorge Sader Filho disse...

Envolvente! Esta palavra saudade, por vezes, é terrível.

Beijos.

Sαbrinα disse...

Adorei, o texto.
O modo como fala dessa saudade; me tocou muito e me lembrou meus instantes de solidao.
Obrigada pelo comentario (:

Beijo grande :*

Maria José disse...

Saudade é a dor do que se foi. Linda poesia. Lingo blog. Beijos.

Triste Flor disse...

Perfeitoooooo, e a saudade sempre arde no peito fazendo o coração chorar... lindooo bjusss

Valéria disse...

A dor do fim, seja ela qual for, é uma dor voraz...bonitas palavras.

Whesley Fagliari disse...

Querida Helena,

Muitissimo obrigado pelo carinho e apoio tao prontamente e amigo... Significa mto para mim! Ja conheco este seu espaco que tb eh magnifico... E o sigo! Ainda nao conheco o terceiro, que verei assim que puder, com tempo, calma e saboreando td... Parabens pelos textos daqui, por sua sensibilidade e talento... em certa medida estamos falando de coisas parecidas em nossas postagens... bom saber que estou em sintonia com alguem com tamanha luz feito vc...

Luz e paz!

Com carinho mesmo,
Whesley

Adolfo Payés disse...

Un placer conocer tu blog. Acogedor, te sigo para poder visitarte con mas frecuencia..


Un abrazo
Con mis Saludos fraternos de siempre..

Que disfrutes de un buen fin de semana..

TUCA disse...

Lindas suas poesias!!!

Luna disse...

encontrei aqui sensibilidade e uma forma terna de escrever até mesmo sobre dor e saudade.

gostei muito, e vou voltar sempre.

(:

Chica disse...

Como é bom te ler nas mais diferentes formas de expressão.beijos,chica

Teresa Cristina flordecaju disse...

Menina! que belas palavras!! Um cheiro.

Paula Souzza. disse...

Tem uma frase que eu sempre digo para minha saudade: "solidão é assim mesmo, nunca temos quem queremos para ver que estamos sozinhos."

beiijnho. feliz natal!

AC Rangel disse...

Eu penso em ti. Ainda. Sempre.

Isabel José António disse...

José António:

Neste ano de 2010, que todos possamos dar passos no caminho do discernimento, da mudança de Paradigma do “ter” para o “SER” e começarmos e conseguir ver cada Ser Humano como uma ALMA num corpo físico e não, como até aqui, como um corpo que “tem” uma alma…

Isabel:

Celebremos com gratidão os que nos deixaram em 2009.
O meu desejo para 2010 é de que tenhamos DISCERNIMENTO para distinguir o que é ESSÊNCIAL daquilo que apenas o parece, que tenhamos BONDADE a lidar com todos, inclusive connosco próprios, que tenhamos CORAGEM para respondermos aos Desafios e eventuais dificuldades que surjam, como OPORTUNIDADES de CRESCIMENTO e de SERVIÇO ao BEM COMUM e que se REALIZEM os nossos MELHORES e MAIS BELOS SONHOS!

Jefferson Dieckmann disse...

Como sempre, textos recheados de emoção, sentimentos e muito talento! Parabéns, querida poetisa! Cada vez me convenço mais que foi muito bom ter conhecido a artista e sua obra... Abraços!