.

23/01/2009

Acaricia mi ensueño...

Foto: Helena Chiarello

______Já era tarde ontem, quando a lua veio.
______Ela me encontrou ali, com a falta de sono apoiada à janela, sonhando a noite e olhando a vida.
______O céu e a paisagem. Escuros e calmos. Silêncio bom. Nem havia a rua distante, só o suave murmullo da canção que tocava pela terceira vez.
______Foi nessa hora de olhar e ouvir sem precisar pensar, que ela chegou. Foi afastando as nuvens com suavidade, acariciando mansa o céu, deslizando, iluminando. E finalmente, mostrou-se inteira, esplendorosa, imensa.

______Nunca a vi tão linda!
...Ella aquieta mi herida, todo, todo se olvida!...
______Deitei os olhos por todos os lugares onde ela pousava. O céu, a cena sombreada, aquele pequeno jardim que guardava lembranças de uma chuva de fim de tarde.
...La rosa que engalana se vestirá de fiesta…
______Nunca havia percebido. Brilho de luar nas gotas. Nas flores. Na vida. No mundo.
…No habrá más que armonía…
______Por um instante, tive a sensação de ouvir o murmúrio de um suspirar.
______Penso que foi ela.
______Uma sensação de alegria prateada espalhou-se, no céu e no chão.
______E por eu estar ali, entre um e outro, em mim também.

.
Helena Chiarello.
.


3 comentários:

Chica disse...

Lindo momento esse de silêncio onde a lua mostrava sua graça e beleza! Lindo,Helena! Um beijo e tudo de bom! Chica

Tera disse...

Emociono-me sempre, quando me releio em você, Helena... não sei o que têm as palavras, não sei que brilho lhes incute... sei que as sinto Poesia...
Olhe, deixei este seu blog no meu humilde http://cofreforte.blogspot.com/
Alguém me presenteou um "troféu" de ouro que eu quis repartir com você... Agora é só copiar o selinho, transportar para aqui, e indicar seis blogs femininos de que goste... Foi com carinho que a procurei, sabe, nem sempre "navego" tão ao largo... mas que dá gosto ler tudinho, tudinho, que é seu... lá isso dá!! Beijinhos!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado